COMO SER UM BOM MOTOBOY

Motoboy – 5 dicas para nunca ficar sem trabalho

Existem 2 maneiras para conseguir emprego como motoboy, uma delas é trabalhando para empresas que trabalham com entregas e a outra, é sendo um profissional autônomo. De qualquer forma, é preciso atentar a alguns detalhes na hora de abraçar esse ofício, veja essas dicas:

 

1 – Apresentação

A imagem que as pessoas fazem do motoboy é a do rapaz com jeans sujo, botas ou tênis e uma camiseta surrada por baixo da costumeira jaqueta. Procure estar sempre com roupas e mãos limpas, andar de moto suja muito as mãos, para minimizar isso, use luvas. Faça sempre a barba e deixe o cabelo curto, isso passa uma boa impressão aos clientes. Deixe os jeans rasgados para curtir com os amigos no final de semana, use sempre roupas apresentáveis enquanto estiver trabalhando.

 

2 – Pontualidade

Quando alguém solicita o serviço de motoboy espera que o trabalho seja feito no menor espaço de tempo, por isso, ser pontual é primordial para o bom profissional. Atrasar ou devolver serviços não passa uma boa impressão ao cliente, que acaba não solicitando mais o serviço. Isso é ruim para a empresa que o entregador trabalha que acaba dispensando o profissional, e para quem trabalha por conta própria, pois diminui a carteira de clientes. Procure estar nos locais no tempo que o cliente necessita e, se não for possível, informe-o para que possa encontrar uma outra forma de realizar o trabalho que precisa.

 

3 – Pró-atividade

Todo mundo gosta de pessoas que precisam de pouca informação para realizar um trabalho. Quando alguém contrata um motoboy imagina que seja uma pessoa que conheça os locais principais da cidade sem precisar de um mapa ou instruções. Sendo assim, quando pegar um novo serviço, caso não conheça o local, pergunte se existe alguma referência mais fácil e não consulte o guia na frente do cliente, isso deixa uma sensação de insegurança. Estude as ruas principais da cidade nas horas vagas e as rotas mais práticas, assim conseguirá fazer o trabalho rapidamente e sem incidentes.

 

4 – Cordialidade

Não é preciso ficar conversando sobre a família com o cliente, mas ser cordial e cumprimentar quando chega e quando sai é uma forma de ser simpático e passar uma boa impressão. Algumas pessoas são mais falantes e gostam de conversar amenidades enquanto despacham o serviço, converse com alegria e deixe uma sensação de otimismo e bondade com seu cliente.

5 – Honestidade

Cobre apenas as horas que foram efetivamente trabalhadas para o cliente, sem enganar. Isso passa credibilidade e confiança e acaba gerando reciprocidade por parte do cliente, que voltará a contratar.

Deixe seu Comentário